Contactos

Agropança - Comercio e Serviços Agropecuários Ltda

  • Pessoa de contato: Tadeu
  • Telefone: +55 (11) 4686-11-77
  • +55 (11) 4686-19-89
  • Endereço postal: Rodovia Regis Bitencourt, Km 305, São Lourenço da Serra, São Paulo, 06890000, Brasil

Horário de funcionamento

Renovações do site
Ampicilina Veterinária Injetável

Ampicilina Veterinária Injetável

PRODUTOS EQUÍDEOS Ampicilina Veterinária Injetável Antibiótico bactericida de amplo espectro
disponível
Preço a confirmar
Enviar uma pergunta
Condições de pagamento e frete Horário de funcionamento
Informação de contato
  • Pessoa de contato: Tadeu
  • Telefone: +55 (11) 4686-11-77
  • +55 (11) 4686-19-89
  • Endereço postal: Rodovia Regis Bitencourt, Km 305, São Lourenço da Serra, São Paulo, 06890000, Brasil
Descrição detalhada de um produto

A Ampicilina apresenta extenso espectro de atividade bactericida contra numerosos organismos gram-positivos e gram-negativos, como Streptococcus, Staphylococcus não produtores de penicilase, Corynebacterium pyogenes, Enterococcus faecalis, Diplococcus pneumoniae, Clostridium spp., Salmonella spp., Shigella spp., Haemophilus influenzae, Haemophilus galinarum, Escherichia coli, Bacillus anthracis e Brucella abortus.

INDICAÇÕES DO PRODUTO

Infecções respiratórias: Doenças respiratórias, sinusite infecciosa dos perus, coriza infecciosa de aves, gatos e coelhos; faringite, laringite, pneumonias e broncopneumonias, causadas por germes sensíveis a ampicilina.

Infecções gastrintestinais: Cólera (Pasteurella multocida); tifo aviário (Salmonella gallinarum); pulorose (Salmonella pullorum); shigelose; colibacilose; paratifo de bezerros e leitões (Salmonella typhimorium, S. choleraesuis).

Infecções urinárias: Nefrite, pielonefrites, cistites, causadas por germes sensíveis a ampicilina.

Outras infecções: Infecções piogênicas, como abscessos, artrites e poliartrites (Streptococcus, Staphilococcus e Corynebacterium pyogenes); garrotilho ou adenite equina (Streptococcus equi); onfaloflebites; carbúnculo hemático; carbúnculo sintomático (Clostridium feveri); erisipela suína (Erysipelothrix rhusiopathiae); sepsemias (puerperal, hemorrágica); Infecções bacterianas complicando cinomose, influenza eqüina e outras viroses; metrites; osteometrites; otites; actinomicoses e actinobacilose.

NÍVEIS DE GARANTIA DO PRODUTO

Cada 1,0 mL da solução, após diluição, contém:

Ampicilina Sódica…………………………………………………..200 mg
Veículo q.s.p…………………………………………………………1,0 mL

MODO DE USAR

Diluir o conteúdo do frasco ampola em 10 mL de água destilada e aplicar por via intramuscular ou endovenosa. A dose média recomendada é de 4 a 6 mg de ampicilina sódica por kg de peso (ou mais, a critério do médico veterinário), repetidos a cada 12 horas, continuando o tratamento durante 2 a 3 dias após debelada a infecção.

Animais pequenos (Leitões): 1 a 2 mL do conteúdo do frasco ampola reconstituído em 10 mL de água destilada.

Animais médios (Caprinos e Suínos adultos, Potros e Bezerros): ½ frasco ampola, conforme o porte e a gravidade da infecção.

Animais grandes (Equinos e Bovinos): 1 a 2 frasco ampola, conforme o porte e a gravidade da infecção.

PERÍODO DE CARÊNCIA

Suspender a medicação 15 dias antes do abate dos animais destinados ao consumo humano.

APRESENTAÇÃO

Embalagem contendo frasco-ampola com 2 g de Ampicilina sódica e ampola com 10 mL de água destilada

Categoria do catálogo Negociol.com: Meios para o tratamento de animais em São Paulo
Criado: 10/11/15 20:41
Alterado: 10/11/15 21:07